PARABÉNS, CIDADE MARAVILHOSA

O Doce Refúgio herdou muitas das características da Cidade Maravilhosa, pois está de braços abertos para receber todos aqueles que amam o samba. Respeito, carinho, tolerância, alegria, irreverência e seriedade quando assim se exige, todas características do carioca, também são marcas das rodas de samba do Cacique de Ramos.
No último domingo dia 28.02.16, todas essas características estiveram presentes na quadra do Cacique, sendo mais um domingo de êxtase para o público presente.
(Foto da quadra em momento alegre)
O Quinteto Cacique lembrou sambas que moram no coração daqueles cujos corações batucam, sempre trazendo novidades para o público, que também escutou com atenção as interpretações de alguns talentosos Caciqueanos que visitavam sua casa.
Estilos diversos, mas todos amantes do bom samba, Flávia Saolli, Aninha Portal, Henrique Fubá, Wagner Gordo, e Marcelo Negrão não deixaram a peteca cair e mantiveram o samba em alta bandeira, sob a guarda da energia das Tamarineiras, símbolo da longevidade e energia do Cacique de Ramos.
Outro grande símbolo do Doce Refúgio, conhecido como o Cacique Maior, em razão dos seus compromissos profissionais com o Grupo Fundo de Quintal, desta vez não estava fisicamente presente. Mas é impressionante como não se desliga um segundo sequer do que acontece na quadra. Mesmo com plena confiança em sua Diretoria de Ouro, Bira Presidente não se desliga um único segundo do Templo do Samba, local para o qual, ao longo de 55 anos, devotou sua energia e amor. E são múltiplos os telefones sempre com a pergunta carinho se estão todos bem?
Afinal de contas, no Cacique de Ramos, como numa família, há muito carinho e respeito. Mas quando se fala de samba, o assunto é sério!
Parabéns Rio de Janeiro!
ASCOM CACIQUE DE RAMOS

Veja as fotos da Roda de Samba – 28-02-2016

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CAPTCHA