Cacique de Ramos dá boas vindas ao novo ano em ritmo de Samba

Em clima de boas vindas ao ano de 2018, já com as bênçãos do seu Padroeiro, São Sebastião, o Cacique de Ramos realizou no último domingo, 07/01, a primeira Roda de Samba. Abrindo a programação das domingueiras do ano que se inicia, cinco convidados especiais, abrilhantaram a noite Caciqueana, com a presença maciça do público matizado que comparece para sambar, se divertir, namorar, paquerar e admirar os encantamentos do Doce Refúgio

Os frutos da casa, o Grupo Quinteto Cacique, como que em um ritual, aqueceu a multidão, botando o povo para suar a camisa, descontrair o corpo, lavar a alma e renovar as energias.

“Dizem que, quem canta seus males espanta!” – No Cacique de Ramos, todos os males são espantados em ritmo de Samba, é um lugar para se liberar das tensões e pedir bênçãos e axé para a Tamarineira Sagrada, principalmente neste ano que está começando.

Assim, com a pretensão de creditar ainda mais a nossa cultura e afastar o mau agouro das nossas manifestações populares, os cantores e compositores, Marquinhos Diniz, Caio Madureira, Grupo Raça, André da Mata e Renato Milagres, foram os grandes nomes da Música Popular Brasileira, que tiveram a honra de abrir a primeira edição da Roda de Samba, com um rico e vasto repertório de clássicos, além de músicas autorais. São artistas que promovem uma imensa movimentação em torno do gênero musical com seus trabalhos por anos, fortalecendo as nossas raízes.

A noite era das estrelas. A atriz Pietra Pan, batizada pelo Cacique Maior, Bira Presidente, como “Pequena Guerreira do Cacique de Ramos”, no desfile do ano de 2013, marcou presença na Roda de Samba, matando a saudade da Tribo do Samba. Na ocasião, Pietra fez fotos com a Corte do Cacique e com time de beldades de musas. Quem também apareceu por lá, foi à jornalista e repórter do programa Cidade Alerta da Rede Record, a bela Cristina Cruz, apreciando o melhor do Samba de Raiz.

Como um bom anfitrião, Bira Presidente, subiu ao palco do Cacique para agradecer pelo carinho e pela presença do notório público que compareceu em massa para dignificar o nome do Samba é da Terra da Tamarineira Sagrada.

Bem-vindo 2018!

Salve o Samba!

Veja mais fotos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CAPTCHA