Cacique de Ramos celebra os Wilson`s

E, na dança da chuva, seguindo o ritual das homenagens, o Líder da Tribo do Samba, Bira Presidente, subiu ao palco e pediu passagem à roda, para primeiramente tornar público o agradecimento pela vinda de todos no Templo Sagrado, fazendo questão de destacar a importância de cada pessoa presente. Cercado pela Diretoria de Ouro e as Beldades da Corte Caciqueana, ele fez questão de convidar o irmão e amigo, Sereno, também integrante do Grupo Fundo de Quintal, que brindou a todos com o hino do Cacique puxado pelo Grupo Quinteto. O músico finalizou com a música, Facho de Esperança, para o deleite dos sambistas. 

Chegado o momento da homenagem, Wilson Prateado foi convidado pelo Presidente a subir ao palco, e receber das mãos da Rainha do Cacique, Manu Farias, o título mais nobre do Doce Refúgio, a Comenda Cacique, fazendo questão de exaltar o respeito e admiração pelo consagrado produtor musical que, também faz parte da história do Cacique de Ramos.

Em tempos Olímpicos, Prateado considera o título a sua Medalha da Ouro.
“Eu cheguei aqui em meados de 1985, e o samba era ali (Tamarineira). Eu devo muito a vocês! Sinto-me honrado de estar aqui hoje para receber esta linda homenagem. Minha medalha de ouro é esta comenda aqui,” ressaltou o produtor musical Wilson Prateado.

A noite estava esplêndida e prometia fortes emoções. Aplausos… Para receber o Mestre Wilson Moreira que, ao subir ao palco emocionou-se ao receber das mãos do Vice-Presidente, Walter Pereira, a honraria Comenda Cacique, e uma calorosa manifestação do público. Bira Presidente fez questão de enaltecer o sambista de tantas canções e gerações, e que se destacou por suas composições gravadas por inúmeras estrelas da Música Popular Brasileira.
O Mestre Wilson, agradeceu!

“Sinto-me honrado de estar aqui nesta casa! Muito obrigado! Obrigado mesmo! A única coisa que eu não consegui foi desfilar pelo Cacique”, revelou o compositor de grandes sucessos da MPB.

Em seguida, o cantor saudou a festa com algumas de suas canções, como o sucesso: Formiga Miúda, gravada por Zeca Pagodinho e Casuarina, abrilhantando a noite dos Wilson´s. 

Dando continuidade à festividade, o Grupo Quinteto Cacique, ainda recebeu no palco o intérprete Vadinho da Mangueira, que cantou sambas da Madrinha do Bloco, sacudindo os sambistas.

Fundo de Quintal recebe Reinaldo e Dudu Nobre
No dia 14 de setembro, depois do sucesso de Zeca Pagodinho, Beth Carvalho, Jorge Aragão, Arlindo Cruz, Leci Brandão, Xande de Pilares e Alcione, o Cacique de Ramos e o Grupo Fundo de Quintal recebem Reinaldo – O príncipe do Pagode e a prata da casa Dudu Nobre – na sexta edição da quarta-feira nobre. Este evento tem a essência de resgatar às velhas e saudosas rodas de samba da Tribo do Samba.

Não deixe para a última hora. Garanta já o seu ingresso nas lojas South, Banco de Areia, Maha Man, Casa do Atleta e 021 Turismo, pelo site: www.ingressomais.com.br e na quadra do Cacique, entre às 14h e às 19h, na Rua Uranos, nº. 1326, em Olaria.

Vale lembrar que os produtos oficiais do Cacique de Ramos e do Grupo Fundo de Quintal estão à venda no stand na entrada da quadra do Bloco. Lá você encontra camisas, copos, DVDs dos 40 anos do Grupo Fundo de Quintal, e em breve poderá escolher a fantasia que vai desfilar no Carnaval 2017.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CAPTCHA