Cacique de Ramos apresenta fantasias para o Carnaval 2017

De acordo com o carnavalesco, o enredo “- conta a força das Tamarineiras porque foram elas, frondosas, sob as sombras e todo o seu amor que deram talento para que esses jovens crescessem cada vez mais. Como diz Mãe Conceição, nossa líder espiritual, que, junto de Mãe Menininha do Gantois, fez todo o trabalho em cima das tamarineiras: quem vier para o Cacique e tiver bom coração e dotes especiais, colherão frutos. Vamos mostrar isso este ano. O grande homenageado, entre todas as pessoas que passaram por aqui, é o Grupo Fundo de Quintal, um exemplo vivo de que as Tamarineiras dão sorte. Somos os Tamarindos de Ouro.

A camisa de 2017 deu muito trabalho. Os homenageados que estão na camisa tiveram que liberar o uso de imagem. Estamos falando de Arlindo Cruz, Jorge Aragão, Almir Guineto, Cleber Augusto, Nelci (família), Mário Sérgio (família), Sombrinha, Délcio Luiz, Flavinho Silva, Walter 7 Cordas, além do Grupo Fundo de Quintal – Ademir Batera, Ronaldinho, Marcio Alexandre e os fundadores do Cacique: Bira, Ubirani e Sereno. Todos estão muito felizes por participarem deste momento do Cacique de Ramos.

As Alas – Estou no Cacique há oito anos e sempre deixo que os presidentes de alas desenvolvam as próprias fantasias. Eu os ajudo na medida da necessidade de cada um. Vemos aqui hoje fantasias maravilhosas, cada uma com seu estilo, dentro da tradição do Cacique. De minha parte ficam as camisas, o enredo, a alegoria e tudo que vai rolar na Avenida. Este ano, teremos um contingente de quase três mil pessoas com camisas. Venha desfilar com a gente”, destacou André Cezari, carnavalesco do Cacique de Ramos.

A festa dos protótipos foi ao som do ritmo da Bateria do Cacique de Ramos, comandada por Mestre Bruno que, na ocasião, foi batizada com o nome: Bateria Tamarindo de Ouro.

O Líder da Tribo do Samba, Bira Presidente, fez questão de abrir os desfiles com as crianças que apresentaram a camisa Curumins e, em seguida, as camisas Eu Sou Cacique e Cura Ressaca.

Já as tradicionais alas do Cacique deram um show à parte, levando o público ao delírio. A primeira ala a apresentar a fantasia foi a Ala Comache, seguida das Alas Família Carajás, Tamoio, Cheyenne e Guerreiros.

Representando os seus súditos, a Rainha de Bateria, Carola Oliveira, mostrou que tem samba no pé com a camisa da Tamarindo de Ouro do carnaval 2017.

A apresentação foi encerrada com uma grande festa da Tribo do Samba de todos os “modelos” com os protótipos para o Carnaval 2017 do Cacique de Ramos.

Não podemos deixar de registrar o nosso agradecimento pela fiel presença das caravanas de Santos e São Paulo que abrilhantaram o Doce Refúgio, aos componentes de todas as alas e aos sambistas de corpo, alma e Cacique de Ramos de coração.

O grito de carnaval foi dado. Venha fazer parte da nossa Tribo!

Veja mais Fotos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CAPTCHA