Cacique de Ramos presta homenagem à vice-campeã do Carnaval Carioca

Com os portões abertos para o público, a partir às 13 horas, a recepção era a batucada firma do Grupo Voz Ativa, que com um vasto repertório garantiu muito Samba de Raiz. Para acompanhar o ritmo, a boa e velha “Feijoada”, além da “cerva” gelada. Várias caravanas abrilhantaram com as suas presenças, a domingueira caciqueana.

Registramos a presença do amigo, compositor e grande sambista Carica. O nobre artista tem mais de 25 anos de carreira, mais de 400 músicas gravadas pelas grandes vozes da música popular brasileira além de ser reconhecidamente um dos intérpretes do Grupo Sensação onde participou de 11 lp/cd`s conquistando prêmios, discos de ouro e platina. Desligado do Grupo Sensação desde 2008, Carica se dedica ao seu trabalho solo “CARICA –CARICATURA,”No Cacique de Ramos, o respeitado sambista recordou canções gravadas pelo Grupo Sensação e grandes nomes da Música Popular Brasileira.

Quem apareceu pelas Bandas do reduto dos sambistas, foi nosso amigo Adriano Ribeiro, vocalista do Grupo Bom Gosto. E como diz o velho ditado: “soldado no quartel quer trabalho”, rolou aquela canja que agitou e sacudiu o público, que em massa respondia em versos o cantor.

Quem também roubou a cena nessa tarde, foram as meninas de ouro de Bira Presidente, como ele diz, “o seu casting”, que requebraram as cadeiras e riscaram o palco do Cacique com o Grupo Voz Ativa.

Às 17 horas, o Grupo Quinteto Cacique, assumiu o comando da Roda cantando clássicos do gênero, aquecendo o palco para receber, a homenageada da noite, a vice-campeã do Carnaval carioca, o G.R.E.S Paraíso do Tuiuti, além do Grupo 100% , e do saxofonista  Chacal do Sax.

Filho da Tamarineira, afilhado de Bira Presidente, Chacal do Sax, vem se destacando a cada dia mais no cenário artístico da Música Popular Brasileira, o músico levanta plateias por onde passa. Seu dom? Não deixar ninguém parado.

Como eles dizem: Se não for 100%, não tem nem graça… -: INHO 100%, JEFFINHO 100%, WALLACE BLACK, DIOGO ALMEIDA, WENDEL MACHADO e EVERTON OLIVEIRA – Assim o Grupo 100% pisou no palco do Cacique de Ramos, para o deleite do público. Os meninos, mais uma vez fizeram bonito e marcaram a Roda de Samba.

Da tarde para a noite, já era possível ver a quadra da entidade ser tingida pelas cores amarelo e azul. Eram os componentes da homenageada chegando e se aquecendo para o grande show que estava por vir.

Fundado no dia 5 de abril de 1952, o Paraíso do Tuiuti tem sede no bairro de São Cristóvão, na Zona Norte do Rio. Atualmente, a escola é presidida por Renato Marins, o Renato Thor, que resgatou a força da comunidade azul e amarelo. Desde 2014, a agremiação vem fazendo desfiles culturais e históricos, conquistando bons resultados. Em 2018, com enredo questionador sobre os 130 anos da abolição da escravidão brasileiro, o Tuiuti foi vice-campeão no Grupo Especial.

Desse modo, sendo um entusiasta da Cultura e do Carnaval, Bira Presidente, pelo mérito ao seu talento, concedeu a vice-campeã do Carnaval carioca, o G.R.E.S Paraíso do Tuiuti, o maior tributo da entidade: A Comenda Cacique.

O Líder da Tribo do Samba ficou muito emocionado em receber a vice-campeã e a sua equipe: Mestre-Sala e Porta-Bandeira, alas de passistas, diretoria, destaques, baianas, intérpretes e da Bateria SuperSom.

Bira Presidente foi só felicidade, quando encontrou a cisne da passarela Vilma Nascimento, mãe da primeira Porta-Bandeira do Paraiso do Tuiuti, Danielle Nascimento. Vilma é amiga e tem muitas histórias no Cacique de Ramos em tempos outrora. O Líder fez questão de frisar “a quem sou grato, eu nunca esqueço”. Essa – “se referindo carinhosamente a Vilma” – foi uma grande pessoa na minha vida, estou muito feliz em vê-la, ainda mais trazendo a sua filha nesta casa e sendo homenageada.

Quem ganhou um bolo personalizado do Cacique de Ramos, foi o presidente da agremiação, Renato Thor, que completava mais uma idade e fez questão de comparecer na homenagem de forma honrosa. Bira Presidente exaltou a sua administração e agradeceu carinhosamente pela presença maciça dos segmentos. No final, desejou boa sorte e que o Carnaval de 2019, seja sucesso com vitórias.

Assim encerramos mais uma noite de glória no Doce Refúgio, sob as bênçãos de São Sebastião, dos nossos ancestrais e das Tamarineiras Sagradas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CAPTCHA